fbpx

Mandalas de crochê

Mandalas de crochê

Falar sobre as mandalas de crochê é algo que eu gosto muito, e estou aprendendo demais!

Comecei há poucos anos atrás quando decidoi me aventurar no Projeto da Loucura Tecelã, e eu tinha que produzir uma receita para o projeto.

Vou dizer pra vocês que eu sofri, MUITO, porque nunca tinha me submetido a esse desafio, e porque eu era MUITO insegura.

Mas com a ajuda e o apoio da minha amiga Mari Barbosa, sim a maravilhosa dona do instagram @pragentemiuda, me rendi e fiz meu projeto.

O que vocês não sabem, é que o primeiro projeto que estava na minha cabeça era uma linda peseira com borboletas, maravilhosas que iam ficam pela peseira, e deu completamente errado!

Tentei corrigir de todas as maneiras, e assim mesmo não deu certo.

Mudei o projeto, e resolvi me aventurar a pesquisar e desenvolver receitas exclusivas de pequenas mandalas de crochê nos bastidores, e foi aí que surgiram.

Mergulhei profundamente em vários estudos, receitas, faz e desfaz, noites dormindo tarde, até que nasceram as receitas dessas mandalas que eu amo tanto.

O que me deixou mais feliz, é que elas são super simples, e mesmo quem é iniciante pode fazer, e se aventurar nesse pequeno mundo das mandalas.

Pequeno, eu digo porque eu desenvolvi 5 modelos. E esse mundo é muito maior.

E quem não pôde aproveitar a Loucura Tecelã há alguns anos atrás, pode aproveitar agora e adquirir as receitas delas no meu site.

Vou deixar o link abaixo para vocês acessarem:

Mandalas Ponto sem Nooh

Eu garanto que elas são de simples execução, e algumas delas podem ser adaptadas para serem maiores, ou menores, vai depender de você.

Loucura Tecelã Brasil

Contei um pouco sobre ela em alguns posts anteriores, de quando comecei com a ideia de escrever esse blog.

Se quiser dar uma lida, veja aqui: Loucura Tecelã Brasil

Foi um projeto incrível que deu um trabalho danado para juntar 47 artesãs, compilar o trabalho de todas, enfim, você já deve ter visto isso por aí né?

Pois é, isso é bastante comum aqui no Brasil HOJE, mas na época não era, era comum fora do Brasil.

E confesso que a alegria de fazer acontecer foi tão grande, que valeu a pena todas as horas trabalhadas para fazer aquilo tudo.

Então o meu recado de hoje é, se você ver algum desses trabalhos compilando receitas, saiba que tem muito amor e muito trabalho envolvido ali.

A gente faz as coisas, nem sabe muito bem no que vai dar, mas a vontade de fazer algo bom e grande é o que faz toda diferença, dá aquele sabor de dever cumprido.

Tenho outra confissão a fazer, se você for desse time, comenta aqui embaixo.. mas eu não consegui fazer nenhuuuuuuma das receitas desse projeto, ainda estou super em dívida!

Que absurdo… mas que atire a primeira pedra quem nunca comprou uma receita e guardou. hahaha

Um bjo grande, até o próximo post!

Renata

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.