fbpx

Colete Pink de Crochê – Turtleneck

Colete Pink de Crochê – Turtleneck

Meus desafios e objetivos ao tecer o meu Colete de Crochê Pink – Turtleneck, receita da minha amiga Julia.

Eu comecei a tecer essa peça com um objetivo na cabeça, mas vou te contar já já.

Primeiro eu queria te falar dos desafios que eu tive nesse tecer, e não eram desafios porque a peça era difícil de tecer, não!

Muito pelo contrário, a Juju do perfil @sandaloecedro criou essa peça de maneira super simples, e também explicou muito bem como tecê-la.. aliás, quem quiser fazer o seu colete, a explicação está lá nos destaques do insta dela ✨

Mas vamos aos desafios:

– o primeiro deles foi descobrir qual a melhor agulha eu usaria, já que meu ponto é mega apertado, ok, teci algumas amostras e segui em frente ✔️

– quando eu comecei a fazer a segunda parte, o segundo novelo estava literalmente “picotado” por dentro, alguns pedaços não dava nem um metro, e eu tinha 2 opções:

1. seguir em frente, contornar os fios picotados, afinal de contas, já fiz mto trabalho com fio de malha, e emendas não me assustam 😏

2. reclamar e resmungar comigo, E com o fornecedor e abrir reclamação, fazer todo o trâmite chato, porque UM novelo estava ruim 😒

Claramente, não preciso dizer qual foi a minha decisão?

– chegando ao final da peça, já lá na gola, acabou o fio! Ó céus.. lá fui eu rezando no armarinho para ter o mesmo lote. Tinha! OBA! 😅🙏

Seguindo: 

Sendo assim, para não sobrar MTO fio, fiz um cálculo mais ou menos, desmanchei parte do que já tinha feito, teci mais algumas carreiras para ficar um pouco mais longa, e finalmente terminei! 👏👏

Lembra do ponto mega apertado? Pois é… isso é algo que eu não consegui driblar mesmo com a agulha maior, e o caimento não ficou do jeito que eu queria.. mas ok, fiquei feliz assim mesmo. E comemorei a colete novo! 😝🎉🎉

Olhando para essa peça, fiquei pensando muito sobre a minha relação com os desafios que encontramos no nosso crochê, e já te deixo um pensamento também. 

Como VOCÊ está lindando com os desafios do seu crochê? 

Aqui eu consegui pensar mto nos meus mimimis internos também, sabe?? 🤔

Nossa.. essa peça me fez refletir MTO! 🤯🤯🤯

Quanto ao objetivo inicial 

Bom.. eu nunca fui uma pessoa ligada a moda, sempre gostei da minha moda, do meu vestir e de usar peças que eu me sinta bem. 

Mas como estou em um processo de autoconhecimento já tem um tempo, passei a observar o meu vestir. 

E ele sempre esteve ligado àquilo que a minha realidade do trabalho anterior me pedia, então o meu subconsciente sempre agiu de forma a me vestir de forma que eu fosse invisível. Que eu não chamasse atenção.

Convenhamos, que com um Colete de Crochê Pink – Turtleneck desse, não tem como a gente passar despercebidamente né?

E esse passar despercebidamente me pega em vários sentidos, me levando até a um quadro de baixa auto estima.

Certamente, todo mundo é pega numa baixa de autoestima, você sabe quais são as suas baixas?

Observar e perceber essas baixas, tem sido fundamental. Porque quando eu me percebo assim já vou lá e ponho o meu colete Turtlenek Pink, passo um perfume, uma maquiagem, e vou buscando formas de retomar essa autoestima.

Lutar contra a baixa autoestima para quem esteve em um quadro depressivo, ou está, é um trabalho diário. Eu sei que não estou mais nesse quadro, mas já estive, e não quero voltar.

Por isso, trabalho esse meu observar para me dar um up quando eu preciso. Ninguém pode fazer isso por mim, só eu mesma. 

Você já fez esse trabalho de observar os seus quadros de queda de autoestima?

Te convido a fazer essa observação, e buscar as suas resoluções internas. Juro juro que será muito bom!

Além desse texto, a inspiração dessa semana também me levou a escrever um outro texto sobre Gratidão, se quiser dar uma lida:

Gratidão, pelo que você é grata, hoje?

Algumas peças realmente me trazem muitas reflexões.

Espero que tenha gostado. E fica também o convite para você tecer o seu Colete de Crochê Pink – Turtleneck.

Finalizo por aqui, te vejo no próximo post.

Um bjo,

Renata