Empatia – Você já refletiu sobre esse tema?

Escrito por:
Empatia – Você já refletiu sobre esse tema?

“O estado de empatia, ou de entendimento empático, consiste em perceber corretamente o marco de referência interno do outro com os significados e componentes emocionais que contém, como se fosse a outra pessoa, em outras palavras, colocar-se no lugar do outro, porém sem perder nunca essa condição de “como se”. A empatia implica, por exemplo, em sentir a dor ou o prazer do outro como ele o sente e perceber suas causas como ele as percebe, porém sem perder nunca de vista que se trata da dor ou do prazer do outro. Se esta condição de “como se” está presente, nos encontramos diante de um caso de identificação e esta só pode acontecer, se o indivíduo tiver vivido experiência semelhante a que está se passando no outro.

A empatia caracteriza-se pela tomada de perspectiva, ausência de julgamento, reconhecimento da emoção nos outros e capacidade de comunicar esse estado emocional.

Empatia não é uma emoção, portanto, não se pode “sentir empatia” – uma formulação encontrada equivocadamente em diversos artigos sobre o assunto. A empatia, em sua definição cognitiva, é uma habilidade socioemocional que 98% dos seres humanos possuem de reconhecer, compreender e reproduzir emoções alheias. É o canal de conexão com o outro, de forma que quando ativado, faz com que se consiga compreender e reproduzir suas emoções como se estas fossem suas, mas não as são. Diferente da compaixão, na qual a pessoa acredita fazer parte daquela dor.”

Texto retirado dos conceitos do Wikipédia

O que eu venho pensando..

Vou compartilhar com vocês alguns pensamentos meus sobre essa palavra, ela vem brilhando muito na minha mente, como se fosse para eu agir e viver com ela o tempo todo.. estamos muito acostumados a olhar o outro e apontar dedos, em julgar, em achar certo ou errado.

Eu não sei vocês, mas cada dia mais tenho tido mais certeza, de que algumas coisas nesse mundo não existe o certo ou errado, porque o meu certo, pode ser o seu errado, ou vice-versa, e qual o problema disso?

Eu nunca gostei de torcer para times de futebol ou dizer sou desse partido político ou daquele, sou dessa religião ou daquela, e hoje esta super claro na minha mente que hoje, eu posso gostar mais do azul, e amanhã mais do amarelo, e tudo bem… eu posso pensar como você, mas amanhã já posso pensar diferente.. isso é evolução, eu acredito.. não ficar preso apenas naquela crença que pode te manter em um limite.. prefiro ser como Raul, sempre na metamorfose ambulante!

Lógico… agindo sempre no bem, próprio e do outro!!

Que tenhamos mais tempo para exercitar o ouvir, do que o falar.. e apontar dedos.

Reflexões feitas em momentos de crochê.. meditações ativas.. palavras do coração.

Renata

Artigo Categorias:
Fio de Malha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares